sexta-feira, 11 de maio de 2007

Mulher gremista mata marido colorado após jogo da Libertadores

folha online

A dona-de-casa Renata Machado da Silva, 20, torcedora do Grêmio, matou o marido, o pedreiro Cristovão de Jesus Padilha, 44, torcedor do Internacional, com uma facada no peito, na madrugada de quinta-feira (10), na cidade de Imbé (litoral do Rio Grande do Sul), após desentendimento gerado pela vitória gremista sobre o São Paulo pela Taça Libertadores da América.

De acordo com o jornal gaúcho "Zero Hora", Padilha teria ficado irritado com o resultado positivo do Grêmio, que venceu por 2 a 0 e avançou às quartas-de-final da competição sul-americana. Por isso, agrediu a mulher com chutes e socos. Ela reagiu com uma facada no peito.

Renata, que sofreu ferimento leves no rosto e nos braços, acabou presa em flagrante. A mulher, que vivia havia dois anos com o pedreiro, alegou que ele estava bêbado e que vinha sendo vítima constante de agressões --não denunciava por medo.

"Ele havia assistido à partida na rua e voltou para casa irritado, o que gerou o conflito", disse o delegado Paulo Perez ao "Zero Hora".

O casal tem um filho de seis meses. Renata foi levada ao presídio de Osório, mas deve ser transferida à penitenciária Madre Pelletier, em Porto Alegre.

2 comentários:

Vanessa disse...

tragicomédia...

Anônimo disse...

rss! gente gente!